A seleção natural em seres vivos: Um contexto para melhoria na produção de alimentos.

Categorias Seleção Natural

A seleção natural atua sobre todas as espécies do planeta, forçando apenas as mais adaptadas a sobreviverem. Um dos objetivos atuais é a produção de alimentos com qualidade superior em curto espaço de tempo, reduzindo a seleção natural de milênios para anos. Atualmente o melhoramento genético animal está vinculado ao fenótipo dos indivíduos. Características como peso, carcaça, altura, precocidade sexual são considerados na seleção de reprodutores não levando em conta sua carga genética. Ferramentas modernas de edição gênica estão sendo criadas e desenvolvidas diariamente. O CRISPR é uma das mais promissoras.

O melhoramento genético animal é baseado, principalmente, ao fenótipo dos animais. Características externas, ligadas à transmissão entre indivíduos são considerados para a seleção de novos indivíduos.

Definidos os objetivos de seleção, o passo seguinte é eleger as características a partir das quais os indivíduos serão avaliados […] O critério de seleção pode ser constituído por uma única característica ou por uma combinação de características. Tais ponderações, que resultam em um índice final de seleção, devem ser estabelecidas, preferencialmente, com base nos valores econômicos das características, de movo a representar a contribuição de cada uma delas para o retorno econômico da seleção (NIETO et al., 2013, p.110).

Uma importante característica apresentada para o melhoramento genético animal é o intervalo entre partos e a duração da gestação. Para Nieto (2013, p. 113), “a duração da gestação, embora não seja propriamente uma medida de fertilidade, é estreitamente relacionada com o período reprodutivo.”

A criação de um modelo computacional para evidenciar as principais características já disponíveis, através do modelo de melhoramento genético atualmente utilizado e a edição gênica de características biologicamente relevantes é o passo futuro desejado. Segundo Scariot e Cancian [201-, p. 02] as buscas pela similaridade de sequencias de DNA podem ser feitas através das técnicas de alinhamento, que é estabelecer a correspondência entre as bases nucleicas de ambas as sequências. Com a identificação da sequência relativa à característica que deseja-se a melhora através da seleção, é criada uma sequência de RNA mensageiro, responsável pela carga genética da melhora.  Segundo Peixoto (2017, p.14) O CRISPR/Cas é um sistema de defesa de bactérias de ocorrência natural, onde parte do código genético de invasores é incorporada ao genoma bacteriano, tornando-o resistente a novas infecções. Utilizando o sistema CRISPR/Cas com o RNA mensageiro adquirido através do modelo computacional há a possibilidade de realizar edição gênica de características relevantes em animais vivos, tornando a seleção natural realmente ativa.

Tal tema é de vital importância diante da perspectiva de crescimento populacional. A demanda por proteína animal é crescente. Uma forma de produzir animais, geneticamente superiores, em tempo menor é, e será cada vez mais almejada no futuro. Com o modelo definido, a edição de genes através da computação, poderá auxiliar na busca por tratamentos de diversas doenças, tanto genéticas quanto as adquiridas por vírus e bactérias. O modelo é uma porta aberta para pesquisas e desenvolvimento de terapias no futuro.

Referências:

GRUPTA, R. M., & Musunuru, K. (2014). Expanding the genetic editing tool kit?: ZFNs, TALENs, and CRISPR-Cas9. The Journal of Clinical Investigation, 124(10), 4154–4161.

LAFOUNTAINE, J. S.; FATHE, K.; SMYTH, H. D. C. (2015). Delivery and Therapeutic Applications of Gene Editing Technologies ZFNs, TALENs, and CRISPR/Cas9.International Journal of Pharmaceutics, 2015

NIETO, L.M.; SILVA, L.O.C.; ALENCAR, M. M. de; ROSA, A. do N. (2013) Critérios de Seleção. Melhoramento Genético Aplicado em Gado de Corte: Programa Geneplus-EMBRAPA. Empresa de Pesquisa Agropecuária Brasileira, pag.109-121, 2013

PEIXOTO, R.L. (2017) Princípios da Edição Gênica. Campo Grande, Faculdade de Computação / Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, 2017, 18p.

SCARIOT, F.; CANCIAN, R.L. (201-) Sistema Web para Processamento de Dados Genômicos. São José, Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do Mar / Universidade do Vale do Itajaí, 201-, 10p.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *